Se você procura o que fazer em Cork buscando uma cidade charmosa, com boas opções de turismo e diversidade de bares e restaurantes, está na cidade certa.

Primeiramente, Cork é a segunda maior cidade da Irlanda, ficando apenas atrás da capital, Dublin.

Além disso, ela se localiza no Sul da Ilha da Esmeralda, no condado também chamado Cork.

A cidade possui um porto profundo, o que permite a chegada de navios de todos os lugares. 

Isso explica o seu crescimento econômico, o que torna Cork um destino interessante para quem busca novas opções fora do Brasil.

Por último, Cork possui um charme único: ruas estreitas no estilo medieval, castelos, antigas destilarias de whiskey irlandês… Tudo isso faz parte do que a cidade tem para oferecer a seus turistas.

Quer conhecer mais sobre esse destino? Confira nesse artigo as 7 opções de turismo em Cork que preparamos para você!

#1 – The English Market

The English Market

O English Market é um mercado estilo feira situado no coração de Cork.

Em primeiro plano, o mercado possui uma arquitetura muito bela, com várias abóbodas e colunas elegantes.

Além disso, sua origem remonta a tempos antigos: surgiu pela primeira vez no reinado de James I, em 1610, e iniciou suas atividades oficialmente em 1788.

Sendo assim, o English Market é um dos mercados mais antigos da Europa, anterior até mesmo ao La Boquería, de Barcelona.

Portanto, se você procura o que fazer em Cork, o English Market precisa estar no seu roteiro. O mercado é muito frequentado até mesmo pelos próprios moradores, que o consideram um ponto turístico imperdível.

#2 – St. Anne’s Church

St Anne's Church

Assim como em toda a Europa, na Irlanda as igrejas também são edifícios impressionantes.

A St. Anne’s Church é uma igreja cuja construção data de meados do século XVIII. Hoje, a igreja se mantém como um respeitável monumento da cidade, muito frequentado também pelos moradores.

Uma curiosidade é que no topo da torre da St. Anne’s Church fica um salmão. Sim, o peixe. Como os próprios moradores dizem: “para achar a St. Anne’s Church basta procurar pelo salmão dourado!”.

Por fim, os visitantes podem subir os 30 metros até o topo da torre e ver de perto o funcionamento do relógio, além de vislumbrar uma vista incrível da cidade de Cork.

Para visitar o interior da igreja não há nenhuma taxa, mas quem deseja subir a torre deve pagar uma entrada de aproximadamente 5 euros.

#3 – Castelo de Blarney

Castelo de Blarney

Para quem procura o que fazer em Cork, o Castelo de Blarney é um ponto turístico que não pode ficar para trás.

Em primeiro lugar, ele é um dos castelos mais visitados de toda a Irlanda.

Situado a cerca de 8 km do centro de Cork, o ponto turístico pode ser acessado por meio do sistema de transporte público da cidade, bastando pegar o ônibus 215 e descer em Blarney Village.

Além disso, a fama do castelo se deve a um fato curioso: nele se localiza a chamada pedra da eloquência

Diz a lenda que, ao beijar a famosa pedra, você adquire o dom da eloquência, isto é – da boa lábia

Seja como for, o fato é que o Castelo de Blarney é um dos monumentos mais clássicos da Irlanda, e certamente não pode ficar de fora do seu roteiro.

#4 – Blackrock Castle

Blackrock Castle

Outro monumento medieval que Cork reserva a seus visitantes é o Blackrock Castle.

Primeiramente, o castelo tem suas origens no século XV, em meio a Idade Média. Hoje, ele funciona como um observatório integrante de um projeto científico.

O Blackrock Castle se situa ainda mais próximo ao centro de Cork: em uma caminhada de apenas 1,5 km já é possível chegar até o castelo.

Ainda mais, o castelo se localiza às margens do rio Lee, o que proporciona uma vista incrível.

#5 – Museu da manteiga

Museu da manteiga

Em primeiro lugar, a manteiga foi produto importantíssimo para a economia irlandesa. 

Inclusive, a cidade de Cork teve tanta participação nisso que ela chegou a ser a maior exportadora de manteiga do mundo.

Portanto, se você está procurando o que fazer em Cork, saiba que existe um museu inteiro dedicado a este produto tão importante para os irlandeses.

O museu da manteiga se localiza na zona histórica de Cork, ao lado da St. Anne’s Church,  e conta a história do produto, descrevendo sua fabricação no passado e a sua importância para o desenvolvimento da Irlanda.

#6 – University College Cork

UCC

Para os viajantes universitários que pretendem visitar ou morar em Cork, a UCC (University College Cork) é um destino interessante de ser visitado.

Fundada em 1845, a UCC é uma das principais universidades da Irlanda.

Além disso, seu campus possui um observatório – que abriga alguns dos mais antigos telescópios do país -, uma biblioteca e uma igreja aberta ao público.

Por fim, a universidade oferece visitas guiadas pelos principais pontos do campus, das 9h às 17h de segunda à sexta, e sábado das 12h às 17h.

#7 – Fábrica de whiskey em Midleton – Jameson Distillery

Jameson Distillery

Por último, se você procura o que fazer em Cork tendo em mente uma das bebidas mais tradicionais da Irlanda, a destilaria da Jameson não pode ficar de fora do seu roteiro.

Em primeiro plano, a Jameson é uma das marcas de whiskey mais famosas e tradicionais de toda a Irlanda, além de ser o whiskey irlandês mais vendido do mundo.

Fundada em 1780, a destilaria faz parte da história irlandesa – sobretudo para aqueles que residem em Cork.

Entretanto, mesmo para quem não bebe a visita é interessante: as próprias construções e os belos edifícios da marca já fazem o deslocamento valer a pena.

A Jameson Distillery fica um pouco mais distante do que os demais pontos turísticos: ela é situada na cidade de Midleton, a 23 km do centro de Cork – cerca de 30 minutos de ônibus ou trem.

Por fim, no tour pela destilaria se pode conhecer mais sobre o processo de fabricação do whiskey, a fábrica e, ainda, terminar o tour com uma deliciosa degustação.

Pronto para embarcar para Irlanda? Preencha o formulário abaixo e fale com as melhores agências de intercâmbio para a Irlanda.

Categorias: Turismo e O que fazer